Página:A Patria Brazileira.djvu/59

Wikisource, a biblioteca livre
Ir para: navegação, pesquisa

43 —


coram-se, entretanto, sem elementos suíiicientes para sustentar a lucta, embarcando em seus navios, que deixaram a baliia de Todos os Santos com destino á Europa no dia 2 de Jullio.

Neste mesmo dia. Lima e Silva entra victorioso na cidade, percorrendo-a á frente das forças imperiaes por entre acclamações delirantes do povo.

A propósito da retirada da esquadra portugueza, conta-se um incidente bastante interessante.

Sahiram os navios sem a menor opposição, mas não sem que fossem perseguidos depois pela esquadrilha brazileira, que conseguiu mesmo capturar alguns delles, levando o Gommandante João Taylor, da fragata Nitheroy, sua audácia ao ponto de perseguil-os até á embocadura do rio Tejo, perto de Lisboa.

Regressando, toca nos Açores, possessão portugueza, na Africa, no intuito de prover-se de mantimentos, que já lhe faltavam, e apresenta-se ás auctoridades como Gonmiandante

de um navio inglez, chegando mesmo a oíFerecer a bordo um jantar ao Governador local. De partida, porém, ergue no respectivo mastro o pavilhão brazileiro, sauda-o com 2i tiros e volta sobranceiro ao Brazil.

Perduraram, entretanto, as divergências entre portuguezes e António Carlos. brazilciros, 6 crros politicos do

D. Pedro, homem de caracter impetuoso, tornaram curto seu governo. Dissolvida violentamente a Gonstituinte lírazileira, quando se achava em pleno exercido de suas funcções, em 12 de