Quem quiser ver d' Amor ũa excelência

Wikisource, a biblioteca livre
Ir para: navegação, pesquisa
Quem quiser ver d' Amor ũa excelência
por Luís Vaz de Camões

Quem quiser ver d' Amor ũa excelência
onde sua fineza mais se apura,
atente onde me põe minha ventura,
por ter de minha fé experiência.

Onde lembranças mata a longa ausência,
em temeroso mar, em guerra dura,
ali a saudade está segura,
quando mor risco corre a paciência.

Mas ponha-me Fortuna e o duro Fado
em nojo, morte, dano e perdição,
ou em sublime e próspera ventura;

ponha-me, enfim, em baixo ou alto estado;
que até na dura morte me acharão
na língua o nome, n'alma a vista pura.