A Lima

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A Lima
coletado por Sílvio Romero
Publicado em Cantos populares do Brasil. (Sergipe)

A lima que você mandou
No meu peito se acabou;
Quando a lima era tão doce,
Quanto mais quem a mandou!

Você manda e eu recebo,
Vidinha por derradeiro...
Um cravo que eu achei
Aberto no seu craveiro.

Não será de cheiro igual
A lima que me mandou;
As casquinhas eu guardei
Até sua vista primeira.
Quem no seu jardim plantou
Tão rico pé de limeira,
­Que doce já enfara,
Que pra mim só se compara
A um beijo de sua boca?
Só um caroço não tinha...
Pago bem a quem me trouxe,

Que o cheiro não acabou-se;
Certo é que muito cheira
A lima que me mandou.
Pegue na sua liminha
Enterre lá no jardim;
Que lima para cheirar
Nunca vi cousinha assim...
A lima verde é cheirosa!...
Deixa-me, fruta amorosa,
O teu pé é o espinheiro?
Pois me chamam derroteiro
No centro dos namorados...
Lima verde tem bom cheiro;
O amor não é por dinheiro;
Mas pra onde ele pendeu...