A Mboitatá/IV

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A Mboitatá por João Simões Lopes Neto
Capítulo IV
Texto publicado em Lendas do Sul


Cada bicho guarda no corpo o sumo do que comeu.

A tambeira que só come trevo maduro dá no leite o cheiro do milho verde; o cerdo que come carne de bagual nem alqueires de mandioca o limpam bem; e o socó tristonho o biguá matreiro até no sangue têm cheiro de pescado. Assim também, nos homens, que até sem comer nada, dão nos olhos a cor de seus arrancos. O homem de olhos limpos guapo e mão-aberta; cuidado com os vermelhos; mais cuidados ­com os amarelos; e, toma tendência doble com os raiados e baços!...

Assim foi também, mas doutro jeito, com a boiguaçu, que tantos olhos comeu.