A Mboitatá/VI

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A Mboitatá por João Simões Lopes Neto
Capítulo VI
Texto publicado em Lendas do Sul


E vai,

como a boiguaçu não tinha pêlos como o boi, nem escamas o dourado, nem penas como o avestruz, nem casca como o tatu, nem couro grosso como a anta, vai, o seu corpo foi ficando transparente, transparente, clareado pelos miles de luzezinhas, dos tantos olhos que foram esmagados dentro dele, deixando cada qual sua pequena réstia de luz. E vai, afinal, a boiguaçu toda já era uma luzerna, um clarão sem chamas, já era um fogaréu azulado, de luz amarela e triste e fria, saída dos olhos, que fora guardada neles, quando ainda estavam vivos...