A morte é a curva da estrada

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A morte é a curva da estrada
por Fernando Pessoa


A morte é a curva da estrada,
Morrer é só não ser visto.
Se escuto, eu te oiço a passada
Existir como eu existo.
A terra é feita de céu.
A mentira não tem ninho.
Nunca ninguém se perdeu.
Tudo é verdade e caminho.