Bíblia Aberta/Lucas/VI

Wikisource, a biblioteca livre
< Bíblia Aberta‎ | Lucas
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lucas - Capítulo VI
por Vários


Esta página também faz parte do Projeto Bíblia Aberta.

Sobre o que se pode fazer no sábado[editar]

1 E houve num sábado[1] que, enquanto Jesus[2] passava pelas plantações, seus discípulos arrancavam espigas, tiravam os grãos com as mãos, e os comiam. 2 Mas alguns dos fariseus perguntaram:[3]

- Por que vocês fazem o que é proibido[4][5] no sábado?

3 Jesus lhes respondeu:

- Vocês nem sequer leram o que Davi fez, quando ele e os que estavam com ele tiveram fome? 4 Por acaso[6] ele não entrou na casa de Deus, tomou, comeu, e deu também aos que estavam com ele os pães da proposição[7], os quais é proibido comer por pessoas que não sejam sacerdotes?

5 E disse-lhes:

- O Fiilho do homem é Senhor do sábado.[8]

Jesus cura homem com mão definhada no sábado[editar]

6 E aconteceu em outro sábado, que Jesus[9] entrou na sinagoga e começou a ensinar. E havia ali um homem cuja mão direita era definhada.[10] 7 Os escribas e fariseus ficaram olhando a Jesus[9], para ver se se ele curaria no sábado; pois tentavam achar alguma coisa para o acusar. 8 Mas ele, que sabia o que estavam pensando, disse ao homem que tinha a mão definhada:[10]

- Levante-se, e fique aqui no meio.

Então ele se levantou, e ficou ali.

9 Então Jesus lhes disse:

- Eu tenho uma pergunta para vocês: o que é permitido[11] no sábado? Fazer o bem, ou o mal? Salvar uma vida, ou destruí-la?

10 Ele olhou a todos os que estavam ao seu redor, e então disse ao homem:

- Estenda sua mão.

Ele fez isso, e sua mão foi restaurada.[12]

11 Eles, porém, ficaram bastante irrtados. E começaram a falar uns com os outros, sobre o que fariam com Jesus.

Jesus escolhe os apóstolos[editar]

12 E aconteceu naqueles dias, que Jesus[13] saiu ao monte para orar, e passou a noite orando a Deus. 13 E quando chegou o amanhecer[14], ele chamou seus discípulos, e escolheu doze dentre eles, a quem ele chamou de apóstolos. 14 Eram eles: Simão (a quem ele também chamava de "Pedro"[15]), e seu irmão André; Tiago e João, Filipe e Bartolomeu; 15 Mateus e Tomé; Tiago filho de Alfeu, e Simão chamado Zelote; 16 Judas filho de Tiago[16], e Judas Iscariotes, o qual se tornou o traidor.

Jesus discursa ao povo[editar]

17 Então Jesus desceu junto deles, e parou num lugar plano; e havia os seus muitos discípulos, e muitas multidões do povo de toda a Judeia, de Jerusalém, e do litoral de Tiro e de Sídon, que vieram para o ouvirem, e para serem curados de suas doenças. 18 E aqueles que estavam atormentados por espíritos imundos eram curados.[17] 19 E toda a multidão procurava tocá-lo; porque dele saía poder, e curava a todos.

20 Então Jesus olhou[18] para seus discípulos, e disse:

- Benditos[19] são vocês, pobres; porque o reino de Deus é de vocês.
21 Benditos são vocês, que agora têm fome; porque vocês serão saciados.
Benditos são vocês que estão chorando, porque vocês rirão.
22 Benditos são vocês, quando as pessoas lhes odiarem, quando lhes excluírem, e quando insultarem e amaldiçoarem[20] vocês, por causa do Filho do homem. 23 Alegrem-se nesse dia, e saltem de alegria! Porque grande é a recompensa de vocês no céu; pois os ancestrais dos que perseguem vocês[21] também fizeram o mesmo com os profetas.
24 Mas ai de vocês, ricos! Porque o conforto de vocês não durará para sempre.[22]
25 Ai de vocês, que estão saciados agora! Porque terão fome.
Ai de vocês, que estão rindo! Porque vocês vão lamentar e chorar.
26 Ai de vocês, quando todos[23] lhes elogiarem! Porque eram os falsos profetas que recebiam elogios dos ancestrais deles.
27 Mas a vocês que me ouvem, eu lhes digo: amem seus inimigos, e façam o bem aos que odeiam vocês; 28 bendigam os que amaldiçoam vocês, e orem pelos que insultam vocês. 29 Se alguém bate num lado de sua cara, ofereça também o outro lado; se alguém tira sua capa, não resista para que ele também lhe tire sua roupa.[24] 30 Você deve dar de suas coisas[25] a toda pessoa que lhe pedir, e não deve querer de volta se alguém toma algo seu. 31 Tratem os outros do mesmo jeito que vocês querem ser tratados por eles.[26]
32 E se vocês amam somente[27] quem ama vocês, que vantagem vocês têm? Até os pecadores também amam os que os amam. 33 Se vocês fazem o bem aos que fazem bem a vocês, que vantagem vocês têm? Até os pecadores também fazem o mesmo. 34 Se vocês emprestam somente[27] a quem sabem que devolverão, que vantagem vocês têm? Até os pecadores emprestam a pecadores, para receberem tanto quanto emprestaram.
35 Portanto vocês tem que amar seus inimigos, fazer o bem e emprestar, sem esperar nada em troca. Se assim fizerem,[28] vocês receberão uma grande recompensa, e serão filhos do Altíssimo; pois ele faz o bem até às pessoas más e ingratas. 36 Sejam misericordiosos, assim como o Pai de vocês também é misericordioso.
37 Não julguem, e vocês não serão julgados; não condenem, e vocês não serão condenados; perdoem, e vocês serão perdoados. 38 Deem, e será dado a vocês; uma medida boa, comprimida, sacudida, e transbordante será posta no colo de vocês. Porque a mesma medida que vocês usarem em favor dos outros será usada em favor de vocês.[29]

39 Então ele lhes contou uma parábola:

- Por acaso um cego pode guiar outro cego? Ambos não cairão em alguma cova?[30] 40 O discípulo não é maior[31] que o mestre;[32] porém o discípulo bem preparado será como seu mestre.
41 Por que você olha para o cisco no olho de seu irmão, mas não vê a trave que está em seu próprio olho? 42 Como você poderá dizer ao seu irmão: "Ei irmão, deixe eu tirar o cisco do seu olho", se você mesmo não vê a trave que está no seu olho? Hipócrita! Tire primeiro a trave a trave do seu olho, e então verá claramente para tirar o cisco do olho do seu irmão.
43 Pois não existe árvore boa que dê mau fruto, nem árvore má que dê bom fruto. 44 Pois se conhece cada árvore pelo seu fruto. Pois não colhem figos dos espinheiros, nem tiram uvas de abrolhos.
45 O bom ser humano do bom tesouro do seu[33] coração produz o bem; e o mau ser humano do mau tesouro[34] produz o mal; porque a boca fala daquilo que o coração está cheio.
46 E por que vocês me chamam: "Senhor! Senhor!", e não fazem o que eu lhes digo? 47 Toda pessoa que vem até mim, ouve as minhas palavras, e as pratica, eu lhes mostrarei a quem ela é semelhante: 48 Ela é semelhante a alguém que, enquanto está construíndo uma casa, cavou profundamente, e pôs o alicerce sobre a rocha; e quando veio uma enchente, a correnteza bateu com força naquela casa, e ela não se abalou, porque tinha sido bem construída.[35] 49 Mas quem ouve minhas palavras[36] e não as pratica é semelhante a alguém que construiu a casa sobre a terra sem alicerce; a qual a correnteza bateu com força, e logo caiu; e grande foi a ruína daquela casa.

Referências[editar]

  1. Robinson-Pierpont e Textus Receptus contêm o segundo depois do primeiro depois de sábado
  2. Jesus foi adicionado para dar clareza
  3. Robinson-Pierpont e Textus Receptus contêm lhes perguntaram
  4. Literalmente o que não é permitido ou o que não é lícito
  5. Robinson-Pierpont e Textus Receptus contêm o que não é permitido se fazer no sábado?
  6. A expressão por acaso é literalmente traduzida por como, e os versículos 3 e 4 são literalmente uma só pergunta. Nesta tradução ela foi dividida em duas para facilitar o entendimento.
  7. Os pães da proposição eram pães dedicados e apresentados a Deus. Sempre devia haver pão no templo (Êxodo 25:30), e tais pães só podiam ser comidos pelos sacerdotes.
  8. Robinson-Pierpont e Textus Receptus contêm: O Filho do homem também é Senhor do Sábado
  9. 9,0 9,1 Jesus foi acrescentado para dar clareza
  10. 10,0 10,1 Literalmente seca
  11. Ou lícito
  12. Robinson-Pierpont e Textus Receptus acrescentam assim como a outra depois de restaurada
  13. Jesus Foi acrescentado para dar clareza
  14. Literalmente quando chegou o dia
  15. Literalmente significando "pedra" ou "rocha"
  16. Literalmente Judas de Tiago. Algumas traduções adicionam Judas irmão de Tiago, relacionando-o com o Tiago anteriormente mencionado
  17. Robinson-Pierpont e Textus Receptus dizem: E [também] aqueles que estavam atormentados por espíritos imundos. E eram curados.
  18. Literalmente levantou seus olhos
  19. Ou felizes. Tradicionalmente bem-aventurados. Consultar a nota de rodapé em Mateus 5:3
  20. Literalmente rejeitarem o nome de vocês como mau
  21. Literalmente pais deles. dos que perseguem vocês foi adicionado para dar clareza
  22. Literalmente Porque vocês já receberam seu conforto.
  23. Robinson-Pierpont não contém todos
  24. Literalmente [sua] túnica
  25. de suas coisas foi acrescentado para dar clareza
  26. Literalmente, a oração está invertida: Assim como vocês querem que os seres humanos façam com vocês, façam vocês a eles.
  27. 27,0 27,1 somente foi acrescentado para deixar o texto mais claro ao contexto
  28. Se assim fizerem foi acrescentado para dar clareza
  29. Literalmente: a medida que vocês medirem, será medido a vocês de volta.
  30. Ou buraco
  31. Literalmente acima do mestre
  32. Robinson-Pierpont e Textus Receptus contêm seu mestre
  33. seu está implícito em Westcott-Hort, e foi adicionado para dar clareza; entretanto, seu está presente em Robinson-Pierpont e Textus receptus
  34. tesouro está implícito em Westcott-Hort. Robinson-Pierpont e Textus Receptus contêm mau tesouro de seu coração
  35. Robinson-Pierpont e Textus Receptus contêm Porque tinha sido fundada sobre a rocha.
  36. minhas palavras foi adicionado para dar clareza