Contos Tradicionaes do Povo Portuguez/Lenda de Chacim e do mosteiro de Balsemão

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Contos Tradicionaes do Povo Portuguez por Teófilo Braga
234. Lenda de Chacim e do mosteiro de Balsemão


234. LENDA DE CHACIM
E DO MOSTEIRO DE BALSEMÃO

Um habitante da Alfandega da Fé recusou-se a ceder sua noiva para a prelibação, d'onde resultou uma renhida peleja entre christãos e mouros. Como os christãos eram poucos, Nossa Senhora veiu soccorrel-os, trazendo uma ambula de balsamo na mão, com que ia dando vida aos mortos e sarando os vivos. Em reconhecimento da victoria alcançada por este modo o povo fez uma ermida a Nossa Senhora do Balsamo na mão, e ainda hoje se celebra ali a festa do Cara-Mouro, resultando para a aldeia o nome de Chacim da chacina, que ali se fez nos infieis, e para a povoação de Alfandega o titulo da .

(Vid. J. A. de Almeida, Diccionario abreviado de Chorographia, t. I, p. 37.)