Declaração: "Em Homenagem às Vítimas do Genocídio e das Repressões Políticas Cometidas na Ucrânia em 1932 e 1933"

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Declaração: "Em Homenagem às Vítimas do Genocídio e das Repressões Políticas Cometidas na Ucrânia em 1932 e 1933"
Declaração da Assembleia Báltica: "Em Homenagem às Vítimas do Genocídio e das Repressões Políticas Cometidas na Ucrânia em 1932 e 1933" (24 de Novembro de 2007)



A Assembleia Báltica,

  • Considerando que o genocídio e as repressões políticas constituem crimes contra a Humanidade;
  • Condenando o genocídio e as repressões políticas cometidas em 1932 e 1933, em resultado das quais, o Povo Ucraniano foi sujeito a sofrimentos mentais e físicos;
  • Destacando o facto dos Países Bálticos terem uma particular compreensão da tragédia do Povo Ucraniano, porque, durante a 2.ª Guerra Mundial, estes Estados perderam a sua independência, e centenas de milhares dos seus habitantes foram executados ou deportados para regiões longínquas e inóspitas da União Soviética;
  • Salientando a solidariedade dos Países Bálticos com o Povo Ucraniano,
  • Propõe medidas de sensibilização, especialmente entre as jovens gerações, acerca do genocídio e de outros crimes contra a Humanidade;
  • Manifesta a mais profunda simpatia pelas vítimas do genocídio e das repressões políticas, bem como por todo o Povo Ucraniano que enfrentou tais sofrimentos.


Riga, 24 de Novembro de 2007