Em Tradução:A Arte da Guerra/III: diferenças entre revisões

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
63 bytes adicionados ,  19h42min de 25 de abril de 2010
algumas correcções e completa a tradução
(texto original e alguma tradução)
 
(algumas correcções e completa a tradução)
==Capitulo 2: Estratégia Ofensiva==
#Sun Tzu disse: Na prática da guerra, o melhor é tomar o país do inimigo por inteiro e intacto; quebra-lo e destruí-lo não é tão bom. Por isso, é melhor recapturar um exército inteiro que destruí-lo, capturar um regimento, secção ou companhia inteiros que destruí-los.
# Portanto, lutar e conquistar em todas as batalhas não é a excelência suprema; a excelência suprema consiste em quebrar a resistêncaresistência do inimigo sem lutar.
# Assim, a forma mais elevada de comando é parar os planos inimigos; a segunda melhor é prevenir a junção das forças inimigas; a seguinte nesta ordem é atacar o exército inimigo no campo; e a pior é porpôr cerco a cidades muralhadas.
# A regra é não atacar cidades muralhadas se isso poder ser evitado. A preparação de protecções, abrigos móveis, e vários objectos de guerra demorará até três meses; e empilhar montes contra os muros demorará outros três.
# O general, incapaz de controlar a sua raiva, lançará os homens para o assalto como um enxame de formigas, como resultado um terço dos seus homens serão abatidos, enquanto a cidade permanece incólume. Tais são os efeitos desastrosos de um cerco.
# O líder habilidoso domina as tropas inimigas sem nenhuma luta; captura as suas cidades sem lhes pôr cerco; derrota o seu reino sem operações de campo demoradas.
<font color=red>
# Com as suas forças intactas ele disputará o domínio do Império, e assim, sem perder um homem, o seu triunfo será completo. Este é a maneira de se atacar por estratégia.
# Therefore the skillful leader subdues the enemy's troops without any fighting; he captures their cities without laying siege to them; he overthrows their kingdom without lengthy operations in the field.
# É regra na guerra, se as nossas forças são dez e as do inimigo um, rodea-lo ; se as nossas são cinco e as do inimigo um, atacá-lo; se formos duas vezes mais numeroso, dividir o nosso exército em dois.
# With his forces intact he will dispute the mastery of the Empire, and thus, without losing a man, his triumph will be complete. This is the method of attacking by stratagem.
# Se o inimigo nos igualar, podemos entrar em batalha, se formos ligeiramente inferiores em número, evitá-lo; se muito desiguais em todos os sentidos, podemos fugir dele.
# It is the rule in war, if our forces are ten to the enemy's one, to surround him; if five to one, to attack him; if twice as numerous, to divide our army into two.
# Assim, apesar de um luta obstinada poder ser realizada por uma pequena força, no fim ela terá de ser capturada por uma força maior.
# If equally matched, we can offer battle; if slightly inferior in numbers, we can avoid the enemy; if quite unequal in every way, we can flee from him.
# Agora o general é um bastião do Estado; se o bastião foi completo em todos os pontos, o Estado será forte; se o bastião for defeituoso, o Estado será fraco.
# Hence, though an obstinate fight may be made by a small force, in the end it must be captured by the larger force.
# Há três maneiras de um líder trazer má sorte sobre o seu exército:
# Now the general is the bulwark of the State; if the bulwark is complete at all points; the State will be strong; if the bulwark is defective, the State will be weak.
## Comandar o exército a avançar ou recuar, ignorando que ele não pode obedecer. A isto chama-se fazer mancar o exército.
# There are three ways in which a ruler can bring misfortune upon his army:--
## Tentar governar um exército da mesma forma que administra um reino, ignorando as condições a obter num exército. Isto causa incerteza no soldado.
# (1) By commanding the army to advance or to retreat, being ignorant of the fact that it cannot obey. This is called hobbling the army.
## Empregando os seus oficiais sem descriminação, pela ignorância do princípio militar da adaptação às circunstâncias. Isto abana a confiança do soldado.
# (2) By attempting to govern an army in the same way as he administers a kingdom, being ignorant of the conditions which obtain in an army. This causes restlessness in the soldier's minds.
# Mas quando o exército está inseguro e suspeitoso, é seguro que outros problemas virão de outros príncipes feudais. Isto é simplesmente trazer a anarquia ao exército, atirando a vitória para longe.
# (3) By employing the officers of his army without discrimination, through ignorance of the military principle of adaptation to circumstances. This shakes the confidence of the soldiers.
# Assim sabemos que há cinco pontos essenciais para a vitória:
# But when the army is restless and distrustful, trouble is sure to come from the other feudal princes. This is simply bringing anarchy into the army, and flinging victory away.
## Será vitorioso aquele que sabe quando lutar e quando não lutar.
# Thus we may know that there are five essentials for victory:
## Será vitorioso aquele que sabe lidar com forças superiores e inferiores.
## He will win who knows when to fight and when not to fight.
## Será vitorioso aquele cujo exército seja animado pelo mesmo espírito em toda a sua hierarquia.
## He will win who knows how to handle both superior and inferior forces.
## Será vitorioso aquele que, protegendo-se, aguarda para tomar um inimigo desprotegido.
## He will win whose army is animated by the same spirit throughout all its ranks.
## Será vitorioso aquele que tem capacidade militar e não sofre interferência do seu soberano.
## He will win who, prepared himself, waits to take the enemy unprepared.
# Daí o ditado: Se conheces o inimigo e te conheces a ti próprio, não precisas de temer pelo resultado de uma centena de batalhas. Se te conheces a ti mesmo, mas não ao inimigo, por cada vitória ganha sofrerás uma derrota. Se não conheceres o inimigo nem te conheceres a ti próprio, sucumbiras em todas as batalhas.
## He will win who has military capacity and is not interfered with by the sovereign.
# Hence the saying: If you know the enemy and know yourself, you need not fear the result of a hundred battles. If you know yourself but not the enemy, for every victory gained you will also suffer a defeat. If you know neither the enemy nor yourself, you will succumb in every battle.
</font>

Menu de navegação