Horto (1910)/Onde vai a lagrima

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A Onde Vai a Lágrima
por Auta de Sousa


Na terra se chora tanto
Que, se Deus guardasse o pranto
Que o mundo inteiro derrama.

Dos astros lá do infinito
O choro do pobre aflito
Podia apagar a chama.

Mas todo o pranto que desce
Por nossa face, parece
Que Deus o transforma em prece ...

E a prece, cheiroso incenso,
Nas asas do vento imenso,
Se perde no azul dos céus
Buscando o seio de Deus.