Marmores (1895)/Intermezzo/Quarto

Wikisource, a biblioteca livre
< Marmores (1895)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Intermezzo - Quarto
por Heinrich Heine, traduzido por Francisca Júlia
Tradução de Am Kreuzweg wird begraben. Poema publicado em Marmores (1895).

NUMEROS DO INTERMEZZO

IV

Floresta afóra, alem no encontro das estradas,
     Suicidas sem descanço,
Agitam-se no horror das covas profanadas.
Perto, uma flôr azul desabrocha de manso:
Dão-lhe o nome de flôr das almas condemnadas.

Certa vez, eu lá fui. A noite estava fria;
     O espaço mudo estava.
Á beira de uma cova a flôr azul tremia.
E entre nuvens de crepe, a lua, que passava,
Derramava-lhe em torno a sua luz sombria.