Moção da Assembleia Legislativa do Estado do Paraná

Wikisource, a biblioteca livre
Ir para: navegação, pesquisa
Moção da Assembleia Legislativa do Estado do Paraná
Moção da Assembleia Legislativa do Estado do Paraná (5 de Junho de 2007)


Brasão do Paraná.svg


Senhor Presidente


  • O Deputado que o presente subscreve, usando de suas atribuições regimentais, requer, depois de ouvido o soberano Plenário, a aprovação de moção reconhecendo como genocídio as atrocidades cometidas contra a população da Ucrânia durante a coletivização forçada promovida pelo governo da União Soviética durante os anos de 1932 e 1933, cuja denominação em língua ucraniana é "Holodomor", bem como a remessa do expediente requerido aos entes no fim relacionados.


Deputado Estadual Dr. Felipe Lucas


Justificativa


  • Trata-se do reconhecimento aos milhões de ucranianos que pereceram durante a política de "fome artificial" operada durante os anos 1932-33 pelo regime stalinista. Estima-se que cerca de sete a dez milhões de ucranianos pereceram vítimas do "Holodomor", número equivalente ao de judeus dizimados no Holocausto nazista.


  • Essa tragédia espanta não somente pelo número de suas vítimas, principalmente entre as crianças. Espanta, antes de tudo, pela política de silêncio adotada pelo regime, motivada por princípios ideológicos e políticos. Os ucranianos assassinados nunca foram reconhecidos como vítimas do terror político.


  • A palavra "Holodomor" resulta da expressão ucraniana 'Морити голодом' (moryty gholodom), que significa "matar pela fome".


  • No quarto sábado do mês de Novembro, a Ucrânia e as comunidades ucranianas implantadas em diversos países de acolhimento prestam homenagem às vítimas do "Holodomor".



  • O reconhecimento do "Holodomor" é ato imprescindível para que prestemos nossa solidariedade com o povo ucraniano, e têma pertinente ao nosso estado, uma vez que no Paraná vivem cerca de 85% dos estimados 400 (quatrocentos) mil descendentes de ucranianos residentes no Brasil, muitos deles parentes das vítimas da tragédia relatada.


  • Favorecer a divulgação, através dos meios de comunicação em massa, da verdade sobre a tragédia e reconhecê-la como genocídio é dever dos parlamentos e nações que promovem o respeito aos direitos humanos.


  • Estejamos dispostos a lutar contra qualquer das manifestações de regimes totalitários e suas ideologias, contra o desrespeito à dignidade e liberdade do Homem!


  • Eterna esteja presente a memória às vítimas do "Holodomor"!


  • Para que os entes competentes promovam o seguimento da causa, requer que cópias da moção aprovada sejam enviadas para:
  • Presidência da República Federativa do Brasil;
  • Ministério das Relações Exteriores;
  • Presidência da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados;
  • Presidência da Comissão de Relações Exteriores do Senado;
  • Frente Parlamentar Brasil-Ucrânia;
  • Embaixada da Ucrânia;
  • Consulado da Ucrânia em Curitiba;
  • Representação Central Ucraniano-Brasileira.


Curitiba, 5 de Junho de 2007