O Cão e o Urubu

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O Cão e o Urubu
coletado por Sílvio Romero
Publicado em Cantos populares do Brasil. (Ceará)


C - Guarde-o Deus, seu urubu,
E a sua nobre pessoa,
Que viva co'o papo cheio
Passando uma vida boa.

U - Certamente vou passando
Uma vida mais suave;
Ultimamente lhe digo
Já vi ano favorave.
Mas já estou aqui temendo
Quando chegar a invernada;
Caindo a chuva na terra,
A fartura está acabada.

C - Não me dirás, urubu,
Como acham vocês rês morta
Nem que esteja escondida
Lá por dentro de uma grota ?

U- Eu te direi, cachorro,
Do modo que nós achamos,
A voando pelos ares
De lá com a vista bispamos.
Depois de termos bispado
Fazemos uns peneirados,
Fechamos de lá as asas,
Trás! na carniça sentados.

C -..................................
......................................
Urubu tu te agastaste ?

U - Certamente me agastei,
Pois sou um pássaro brioso;
Se eu sou esfomeado,
Tu és um bicho guloso.