Obras poeticas de Ignacio José de Alvarenga Peixoto (1865)/A rainha D. Maria I, no dia de seus annos

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
(A’ rainha D. Maria I, no dia de seus annos)
por Alvarenga Peixoto
Poema agrupado posteriormente e publicado em Obras poeticas de Ignacio José de Alvarenga Peixoto.
A RAINHA D. MARIA I
NO DIA DE SEUS ANNOS


Expoem Thereza (1) acerbas mágoas cruas,
E á briosa nação de furor tinta
Faz arrancar da generosa cinta
O reflexo de mil espadas nuas.

Arrasta e pisa as ottomanas luas,
E por mais que Neptuno o não consinta,
A heroina do norte (2) faz que sinta
O peso o mar Egeo das quilhas suas.

Seus nomes no aureo templo a fama ajunta;
Mas pintar seus estragos não se atreve,
Ao seu Danubio, ao mar Negro o pergunta:

Lusitania aos céos muito mais deve:
Quea rege, como aos povos d’Amathunta,
Freio de rosas posto em mãos de neve.

Notas[editar]

(1) Maria Theresa da Allemanha.
(2) Catharina da Russia.