Página:A Confederação dos Tamoyos.pdf/25

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
3
CANTO I.

Das Americas plagas venturosas,
Que ás mais plagas do mundo nada invejam,
Ufana-se o Brasil como a primeira.
Formosa é sempre ahi a Natureza,
Eterna a primavera, o outono eterno.
Em leitos diamantinos pura lympha
Rega seus campos em caudaes correntes.
Innumeras, pujantes catadupas,
Voz dando á solidão, em crystaes curvos
De rochedos alpestres precipitam-se;
E de horrendo estridor pejando os ermos,
De valle em valle, entre asperas fraguras,
Onde atroam tambem gritos das feras,
Das serpes os sibillos, e os trinados
Dos passaros, e a voz dos roucos ventos,
Viva orchestra parece a Natureza,
Que a grandeza de Deos, sublime, exalta.

Balisa natural ao Norte avulta
O das aguas gigante caudaloso,
Que pela terra alarga-se vastissimo;