Página:A Guerra de Canudos.djvu/106

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
92
A Guerra de Canudos

envolvendo os morros em tenues flocos de fumo, davam sinistra apparencia ao campo, valentemente disputado.

Os fanaticos, ao todo em numero de 600, naturalmente aguardando que nossas forças tentassem alguma aggressão ás suas trincheiras, collocaram os melhores atiradores nos pontos mais accessiveis, e presentindo que a carga seria executada em direcção á entrada do desfiladeiro, fizeram se ahi fortes.

Uma vez promptas todas as forças, os commandantes e outros officiaes á testa de suas fracções, soou o toque — avançar — partido do commando em chefe e repetido simultaneamente pelos corneteiros das brigadas e corpos: o 12°, tendo a frente o seu bravo commandante, o tenente-coronel Sucupira e o 31°, commandado pelo capitão José Laureano da Costa, constituindo ambos os corpos da brigada, com o coronel Telles á frente, moveram-se lentamente a principio, occupando a varzea, em cuja entrada o 12° desenvolveu em atiradores e o 31° em columna de pelotões. Dado o toque — carga — avançaram então decisivamente; a 5ª brigada iniciou o ataque pela esquerda e o esquadrão no intervallo de ambas.

Estando em campo aberto, as duas brigadas porfiaram no impeto com que carregavam. Os corneteiros, vibrando unisonos o toque ma-