Página:A Guerra de Canudos.djvu/108

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
94
A Guerra de Canudos

por isso rivalisavam na tenacidade e sofreguidão na defesa, ao impeto com que os batalhões furiosamente carregavam.

O pequeno esquadrão de lanceiros, perfilado pela vanguarda das brigadas de assalto, atirou-se á rédea solta, carregando sobre as alterosas trincheiras inimigas, como se o fizesse contra um quadrado ; os fanáticos não o pouparam, em vista de tanto arrojo e valentia.

A' sua esquerda, a 5ª brigada proseguia com desembaraço e resolução, secundando o ataque. Impavido e calmo, o coronel Telles dirigia sua força, demonstrando, como sempre, ser o mesmo homem de guerra, cujo nome se immortalisára em Bagé. Pouco depois perdeu o cavallo, morto, cavalgando outro em seguida; o da montada do capitão Laureano teve sorte identica. No seu posto, frenetico e excitado pelo seu temperamento bellicoso, proseguia o coronel Serra Martins. Os vivas e acclamações enthusiasticas da soldadesca, entretanto não bastavam para abafar o estrepito infernal da fuzilaria inimiga.

Em poucos minutos estava transposta a varzea; os sertanejos em desespero de causa, davam as ultimas descargas, despejando raivosos os bacamartes, sustentando-se ao extremo. Em retirada, embrenharam-se nos accidentes do terreno e dos picos dos cerros, por