Página:A Guerra de Canudos.djvu/155

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
135
A Guerra de Canudos

e de bocca, além do concurso medico, valiosissimo.

Conforme já observámos, também ficou livre a aguada, em poder dos jagunços pouco antes, produzindo angustiozos soffrimentos entre os feridos, com a garganta ardendo em sêde abrazadora e os ferimentos mal curados, assombrosamente infiammados, tendo tudo em parte cessado com a retomada das fontes.

Poucas vezes observar-se-ha quadro tão dezolador, como o apresentado nas pozições da Favella, occupadas pela divizão Silva Barbosa! Desde o amanhecer, seus soldados batiam-se valorozamente contra um inimigo invizivel, tenaz e numeroso, fazendo certeiras pontarias de todos os lados.

Dezabrigados em posições desconhecidas, agglomerados em massa compacta n'um espaço acanhado, as tres armas baralhadas, os batalhões eram varridos por incessante fuzilaria, cahindo as dezenas os soldados e muitos ofíiciaes; todos atiravam, mas não viam o contrario, nem podiam deixar os pontos, unicos de alguma garantia.

Ao começar o combate, ás 6 horas da manhã, ainda não havia chegado o comboio, que uma legua para a retaguarda estava tambem sitiado, soffrendo vivo fogo, sendo a força que o protegia, o 5° corpo de policia, apezar de