Página:A Guerra de Canudos.djvu/157

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A Guerra de Canudos
137

pela fuzilaria, o ponto mais arriscado d'aquella zona.

Quando providencialmente a 2ª columna, depois de ter retomado as fontes, penetrou no grande valle que divide o morro, já encontrou o combate tão enfraquecido, que dir-se-ia haver terminado pela falta de cartuchos; outro tanto não acontecia do lado dos jagunços, que percebendo não ser agora tão facil o desbarato da força, como pretendiam, em vista do numeroso reforço apparecido, trataram de se concentrar no arraial, deixando entretanto, forças postadas em pontos dominantes, que descortinavam completamente as nossas pozições, varrendo-as com seus fogos, isso além das que ainda duramente hostilizavam o pessoal de guarnição ao comboio, sitiado em Umburanas e em graves embaraços.

Ao chegar, o coronel Telles dando vazão ao seu temperamento impetuoso e irriquieto, pensou em tomar a offensiva, começando por mandar um canhão occupar uma posição elevada, na esquerda, no que foi obedecido; mas n'aquelle sentido nada se poude fazer, visto que o inimigo era invizivel e só denunciava sua presença pelos projectis, que atravessavam a frente e flancos das posições da Favella, já transformada em acampamento e vasto hospital de sangue.