Página:A Guerra de Canudos.djvu/180

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
152
A Guerra de Canudos

coronel Campello empunhava a bandeira nacional, desfraldada em ponto elevado.

Ainda até alta noite, o 40° batalhão occupou-se em ajuntar grande cópia de munição espalhada e em ordenar o comboio, conseguindo tambem retomar do inimigo muitos cunhetes, de que esse apoderára-se no maior da lucta. A's 2 horas da madrugada de 29, o comboio fazia sua entrada no acampamento da Favella, escoltado pela 5ª brigada, que, como vimos, o salvára de completa destruição. D'este modo, teve o coronel Serra Martins o ensejo de prestar mais um relevantissimo serviço ao exercito em operações.

O material, bem como o 5º de policia, foram estabelecidos no Alto do Mario, na reta guarda do grande abarracamento, que servia de hospital. As suas perdas no combate de Umburanas, foram d'uns 15 mortos e uns 20 feridos.