Página:A Guerra de Canudos.djvu/191

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
161
A Guerra de Canudos

com as maiores difficuldades, que só o espirito altamente emprehendedor e energico d'aquelle commandante podia superar. Accrescente-se que os moradores da villa e circumvizinhanças eram favoraveis aos fanáticos.

Emquanto a 1ª brigada procurava adquirir e organizar o comboio de generos, as forças agglomeradas na Favella iam sentindo os effeitos da falta de alimentação conveniente. A farinha foi extincta totalmente; o café, o assucar e o sal, muito pouco existindo, eram distribuidos com uzura. O que sobrou, ficou rezervado para os feridos, que só recebiam a quarta parte do consignado na tabellã de rações; esse pouco, em breve tambem se esgotou e muito feliz era quem conseguisse saborear um góle de café adoçado ou de aguardente. Já se comprava um pedaço de fumo por 12$000. Muitos officiaes e a maioria das praças, só comiam milho em espiga, com carne verde sem sal.



A' 1° de Julho, pelas 10 horas da manhã, novo alarma estabeleceu grande alvoroço no acampamento. Os jagunços desde a madrugada tiroteiavam sobre as linhas e áquella hora pararam de subito o fogo. Um basto e numeroso grupo, surgiu d'imprevisto entre as catingas em