Página:A Guerra de Canudos.djvu/205

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A Guerra de Canudos
173

durante as longas horas de espera ao comboio, cuja vinda era sempre objecto de largos commentarios, apparecendo-nos qual miragem encantadora, deliciando-nos o espirito. O general Arthur Oscar, exibindo grande paciencia e resignação, ao escurecer ia para o seu Quartel-General e no trajecto não deixava de vizitar ao seu collega o general Savaget, melancholico e abatido, soffrendo do ferimento mal curado e ainda assim, dirigindo a 2ª columna, do seu quartel-general, installado, como vimos, junto á grande aroeira.

Acabou-se o fumo e seu vicio, geralmente enraizado, não sendo satisfeito, causava grande falta. Entretanto, alguns soldados que possuiam certa quantidade, vendiam-na por alto preço, attingindo uma pollegada a phantastica somma de 20$000; um cigarro fino de papel custava 1$000 e o mais em proporção.

Afinal, descobriram que a folha da aroeira, secca, d'algum modo suppria, ou illudia a falta do fumo; eis-nos fumando aroeira em cachimbo, pois que o papel e a palha eram raridade. A moda foi divulgada; á tarde, emquanto não chegavam os caçadores, fumávamos a tal folha em vetusto cachimbo, em companhia do alferes Ethelbert Neville.

Extraordinariamente elevado, era o preça dos artigos de alimentação e de outros de {{hífen|pri|primeira}