Página:A Guerra de Canudos.djvu/22

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
16
A Guerra de Canudos

vasias e outra de espoletas estavam em posse do inimigo, por terem disparado os cargueiros, sem que se os podesse deter, sendo que aquella, á noite, estaria concluida, sem probabilidade de remonta e soccorros, por falta de protecção e linha de communicação ;

6.°) Que os animaes, inanidos por fome e sêde de tres dias, morriam em combate, ameaçando a artilharia ao abandono, com o resto do trem de guerra e bagagem, rodando em marchas e manobras, já desde dezoito, a artilharia a pulso ;

7.°) Que, a persistirs-e na lucta, com a força em sitio, como se achava, poderia advir um desastre em sacrificio da mesma, sendo certo que, até a noite, com a probabilidade de aggressão mais robusta, o numero de feridos, quando menos, seria incalculavel, bem como a impossibilidade de romper o sitio e sustentar o combate ;

8.°) Que, n'estas duas emergencias, apezar da coragem e bravura de todos, pedia a opinião dos dictos officiaes, declinando de si a responsabilidade da derrota, mas disposto a combater até o íim, si assim o entendessem :