Página:A Guerra de Canudos.djvu/250

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
214
A Guerra de Canudos

nizavam officiaes e praças, victimas do combate; durante muitas horas foi desconhecida a existencia d'aquelles infelizes em varios pontos, mórmente no interior das casas ainda não occupadas regularmente; os gemidos que soltavam, era o que guiava os camaradas á sua procura.

Esse humanitario serviço acarretava o sacrificio de mais vidas, pois, diversos eram feridos, indo á cata dos outros já nesse estado. Os fanaticos, sempre emboscados nas torres e setteiras das igrejas e casas e nos pontos mais elevados e abrigados, estabeleceram um systema de caçadas, que produzia regular desfalque em nossas já reduzidas fileiras, contando depois do assalto o effectivo de 2.300 homens. Na Favella estavam de guarnição uns 900 homens, perfazendo o total de 3.200 combatentes, approximadamente, em actividade. Os que faltavam, morreram uns e a maior parte enchia os hospitaes.

As forças occupantes da parte conquistada de Canudos, estavam numa dezorganisação geral; os corpos estavam profundamente baralhados, havendo mesmo officiaes que custaram encontrar seus batalhões. Na impetuosidade da carga e devido aos multiplos accidentes do terreno, houve a confuzão. Havia corpos constituídos com soldados de 4 e 5 outros;