Página:A Guerra de Canudos.djvu/262

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
224
A Guerra de Canudos

Cotistituida a linha avançada, segura em suas pozições e bem fortificada, ficou a esquerda guarnecida pela 3ª brigada; a ultima sentinella d'esta correspondia-se com a do 5° de policia. D'ahi para a direita seguiam-se n'esta ordem: 25°, 5°, 7°, 9°; o 31°, a esquerda e um pouco á retaguarda, occupava o fundo do cemiterio: 80 metros á retaguarda da 31° estava o canhão da esquerda, cujo fogo de preferencia era apontado para a "Fazenda Velha" e outros pontos já citados. Em seguida ao 9° estavam o 35°, 40°, 30°, e 12°; á retaguarda do 30°, uns 100 metros, o canhão do centro e a 120 metros d'este o da extrema direita, guarnecido pelo 14°. A direita d'esse canhão ficava 300 metros distante um grande imbuseiro, d'onde alguns jagunços divertiam-se na caçada humana.

Finalmente, na retaguarda, em dois outeiros dominantes ficavam os Quarteis-Generaes do commando em chefe e da 1ª columna e nas immediações ensarilhavam armas os batalhões 32°, 33° e 34° e a ala de cavallaria, reduzida á um piquete commandado pelo alferes João Baptista P. de Almada. A' noite pequena força, então a pé, guarnecia o flanco esquerdo. Os batalhões 32° e 33° estavam, assim como o 34° ás ordens immediatas do commando em chefe.