Página:A Guerra de Canudos.djvu/276

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
238
A Guerra de Canudos

comboio eram repartidos a mais de um litro para 14 e o ultimo um litro para 50 praças.

N'aquella epocha, o maior empenho do general em chefe consistia na regularisação do serviço de transporte do fornecimento, por meio de comboios entre Monte Santo e Canudos, protegidos por batalhões destacados do ultimo ponto e que iam até o Rosario esperal-os.

Infelizmente, assoberbado de mil cuidados e com a actividade applicada em attender ás exigencias das operações localizadas, o general não podia absolutamente assistir e fiscalizar ao que se passava em Monte Santo, onde lavrava geral desidia e desorganização no serviço. N'aquelle tempo commandava a praça o major de Estado Maior de 2ª classe Martiniano José Alves Ferreira, posteriormente substituído pelo tenente coronel do mesmo corpo Fernando A. da Silva Veiga.

N'aquella distancia e com a linha de communicações desguarnecida, o serviço do transporte de abastecimento ás tropas era trabalho que demandava as attenções d'um chefe energico, emprehendedor e de natural actividade, o que faltou até a chegada áquella Villa do Marechal Machado Bittencourt, Ministro da Guerra; n'aquella epocha, devido ás enérgicas