Página:A Guerra de Canudos.djvu/305

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A Guerra de Canudos
261

Esta era apenas sustida por um pedaço de parede. Soou a quinta badalada e, ao vibrar a ultima, dois disparos fizerams-e a um tempo e duas granadas junctas chocaram o pedaço incolume da torre, que ruiu com grande estrondo, descendo a cupola bruscamente com o sino, esmagando, pulverizando Themoteo.

Este lá ficou dormindo o eterno somno, no theatro das suas façanhas, o gigantesco dolmen sobre o seu corpo de homem stoico. Morreu mui naturalmente, assim como seus companheiros, no seu posto de fanatico, no exercicio das modestas, mas naquelle instante heroicas funcções.

Tambem, como era natural, nunca mais, soldados e jagunços ouviram as Ave-Maria em saudação ao Bello Monte e não puderam tambem observar o vulto sombrio do sineiro marchando, lento e impavido, de bacamarte ao hombro, em caminho da torre, afim de cumprir com sua obrigação...



A munição da artilharia era mui poupada, pois, a existente quazi toda fôra empregada nos diarios bombardeios, sendo ainda reforçada com alguma trazida nos comboios.

Mesmo assim, a pequena quantidade vinda de tempos a tempos, era incompleta; ás vezes,