Página:A Guerra de Canudos.djvu/310

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
266
A Guerra de Canudos

A igreja velha estava de todo esburacada, mantendo-se de pé as paredes principaes e parte do corpo lateral, constituindo a sacliristia. Era o de massa informe o aspecto offerecido pelo vetusto e forte templo, quando visto pelos fundos, onde o bombardeio causára maiores estragos. A parte anterior, estava relativamente conservada, porque, dos pontos onde estavam os canhões, era impossível atirar-se para lá.

A igreja do Bom Jesus perdera o magestoso frontespicio, ficando em logar d'elle um largo rombo, ou falha de 20 metros. Os andaimes estavam quebrados, as taboas oscillantes, tudo produzindo um amalgama phantastico. A noite sobresahia o vulto enorme do templo, d'onde partiam os clarões fugaces dos bacamartes do inimigo, sempre fazendo das torres inda de pé na sua solidez de granito, constituindo poderosos baluartes.

As terríveis torres haviam resistido á dois mezes e dias de bombardeios ; mas agóra cahiriam, pois que, os commandantes dos canhões postados na Cidadella, tinham deliberado a sua quéda.

A' elles, de ordem do commandante em chefe, fôra fornecida grande cópia de granadas para o dito fim ; entre ellas, umas setentas fabricadas na Casa de Moeda, inteiriças, com