Página:A Guerra de Canudos.djvu/344

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
288
A Guerra de Canudos

da paciencia e tenacidade dos combatentes. O general Silva Barbosa, em sua ordem do dia relativa á queda das torres com seu bom senso pratico e espirito clarividente, baseado em grande experiencia, declarara ser aquelle facto "o prenuncio da proxima victoria”.

Effectivamente, desde 6 de Setembro, desencadeou-se sobre os fanaticos interminavel serie de descalabros! Depois de ficarem privados das torres, suas mais poderozas trincheiras, são occupadas a "Fazenda Velha" e circumvisinhanças; perdem as vias de communicação do Cambaio e Calumby; chegam poderosos reforços ás tropas e nada para elles e, por fim, eil-os sitiados, debatendo-se n'um circulo de fogo, intransponivel, e obrigados a contar unicamente com os poucos recursos existentes na área por elles occupada.

Mas a linha do sitio, sendo bastante forte para evitar que o inimigo, n'um rasgo de audacia, tentasse rompel-a, mórmente á noite; entretanto era mui extensa, nâo sendo continua, si bem que tivesse sob a acção de seus fógos todo o arraial.

E, sendo grande a extensão do cerco e considerando a distancia do fóco central dos fanaticos, acarretava o inconveniente de ser necessario manter-se dobrada vigilancia, em-