Página:A Guerra de Canudos.djvu/366

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
306
A Guerra de Canudos

Montes de cadaveres, em pilhas de 25 e 30, forneceram-lhe alimento. A' 26 de Setembro uma vasta incineração de corpos humanos era consummada. Em grande extensão viam-se craneos e tibias carbonisadas; em alguns locares pequenas espiraes de fumo no meio dos restos de troncos, rebeldes ao fogo.



No dia 27, novo e poderoso reforço de tropas e munições chegou ao theatro da acção, completando o total das forças pedidas pelo general em chefe. O novo contingente era composto dos batalhões do exercito 4°, 28°, 29°, e 39°: esses corpos e mais o 37°, as forças policiaes do Pará e Amazonas e o 4° corpo de policia da Bahia, constituiam a nova divisão auxiliar, mandada organisar por aviso do Ministério da Guerra, de 7 de Setembro.

Para essa divisão foi nomeado commandante o general de Brigada Carlos Eugénio de Andrade Guimarães, que, em portaria do mesmo ministerio, de 17 de Agosto, foi designado para servir nas forças em operações. Para seu éstado-maior, foram nomeados: assistente do deputado do Ajudante General, o capitão de cavallaria Antonio Manoel de Aguiar e Silva; assistente do deputado do Quartel Mestre Ge