Página:A Guerra de Canudos.djvu/377

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
315
A Guerra de Canudos

rivel promiscuidade em que se achavam todos, soldados e jagunços ; vivos entre mortos insepultos, n'uma zona relativamente redusida.

Em Monte Santo a variola produzia grandes estragos; mas em Canudos esse mal ainda poupava os belligerantes.

Nos últimos dias de Setembro, murmuravam nas linhas e acampamentos, que estava deliberado novo e definitivo assalto ao reducto sitiado, no intuito de se lhe desfechar o ultimo gólpe, após o qual as forças regressariam. A noticia foi recebida com interesse, pois, todos tinham pressa de voltar aos lares. Havia, no entanto, discordancia entre alguns, convictos de que, mais uns oito ou dez dias de combate e de paciencia, e os fanaticos se entregariam.

Outros, ao contrario, na persuasão de que elles estivessem extremamente fracos, julgavam o ataque em perspectiva, além de facilmente realisavel, a unica solução rapida do caso, e, em consequencia a victoria certissima; mas ainda uma vez a pratica veio demonstrar o contrario.