Página:A Guerra de Canudos.djvu/385

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
323
A Guerra de Canudos

tocarão o hymno nacional; mas ninguem abandonará as posições. Os batalhões 9°, 22° e 34° ficarão sob o commando do commandante da 5ª brigada."

Essas disposições, si não puderam ser totalmente cumpridas á risca, o foram em sua maior parte. Ao escurecer começou o movimento de forças, generalisado em todos os pontos. Os preparativos do ataque occuparam durante a noite a attenção e a actividade dos generaes e seus auxiliares, commandantes de brigadas e de corpos.

A 3ª. brigada collocou-se em posição no prolongamento das trincheiras occupadas pelo 38°., batalhão do Amazonas e ala de S. Paulo, cerca de 200 metros da igreja.

A 6ª. brigada manteve-se no local que lhe foi determinado, na retaguarda e flanco direito do templo. Os generaes Arthur Oscar e Carlos Eugenio transportaram-se para o "Forte 7 de Setembro", ponto mais conveniente para a fiscalisação do movimento. O general Silva Barboza installou-se na posição occupada pelo 2°. tenente Fructuoso e ali armou sua rêde, n'um pequeno rancho. O velho e forte general pouco abatimento mostrava, proveniente do recente ferimento.