Página:A Guerra de Canudos.djvu/399

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A Guerra de Canudos
335

Fracções inteiras de forças foram destruidas.

Um contingente de 20 praças, do 22°, sob o commando do cadetes-argento Toletano de Araujo, seguiu para desalojar o inimigo de umas casas onde se entrincheirava, causando grandes estragos. A pequena força com seu valente commandante luctou durante algum tempo, conseguindo rechassar o inimigo, porém, d'ella apenas sobreviveram 6 praças.

Próximo do 38°, em frente ao canhão ali postado, n'uma pequena casa, dois jagunços quasi desbarataram uma parte do 5° ! Carregando este batalhão, cujo commandante, o capitão Barros e Vasconcellos caira com horrivel ferimento no rosto, arrancando-lhe um dos olhos, passou pela casinha rapidamente: n'essa occasião, o alferes F. Teixeira de Carvalho (o Grulha) caiu fulminado, rodando qual um pião. O tenente Ferreira de Azevedo, após esse proseguia e sobre elle cahiu, com uma carga de chumbo em pleno peito e sobre ambos mais dois ou tres homens. A força continuou na carga e os dois jagunços proseguiam na sua faina destruidora: dansavam e cantavam ao mesmo tempo!

Para desalojal-os, saltou a trincheira uma forçada ala de S. Paulo, ás ordens d'um alfe-