Página:A Guerra de Canudos.djvu/40

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
32
A Guerra de Canudos

trinta e uma de Queimadas e quinzé de Monte Santo. Ao N., 34 leguas distante, corre magestoso o S. Francisco.

Como ponto estrategico, o é e de primeira ordem ; qualquer força para lá chegar, fosse de qualquer ponto, teria de atravessar uma região esteril, sem agua e nem recursos de especie alguma e teria de conduzir toda bagagem e mantimentos através de innumeras difficuldades. Em lá chegando, teria de arcar com maiores contrariedades, além de luctar contra um inimigo astucioso e conhecedor do terreno, geralmente accidentado e sáfaro, sem faceis communicações e os pontos mais proximos Geremoabo, Monte Santo e Uáuá, logarejos pobres, assolados pelas febres de máo caracter, e os habitantes desconfiados, embrutecidos pela ignorancia e pelo fanatismo, sempre dispostos ás hostilidades contra o que emanasse dos republicanos actualmente e outr'ora de quaesquer autoridades.

Conselheiro, escolhendo esse logar, revelou notavel agudeza de vistas e não menos apurado instincto conservador. Ali chegando com as suas cohortes, em uma tarde bellissima, como das que posteriormente só vimos em Canudos, realizou persuasiva prédica, ouvida pelo seu povo prosternado; e, abrangendo o vastissimo horizonte, n'um largo gesto dominador, exclamou : « E' aqui »! A multidão entoou um cantico