Página:A Guerra de Canudos.djvu/405

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
341
A Guerra de Canudos

dois e três na mesma cova: ultimamente sepultavam tão as pressas, que viam-se as mãos e os pés dos cadaveres, a flor da terra. Contaram-se 1.500 monticulos, pouco alinhados, constituindo outras tantas sepulturas viam-se alguns tumulos de tijollo, caiados e regularmente construidos, embora singelamente.

A aguada, na baze do morro da Fazenda Velha, no leito do rio, e unico deposito onde suppriam-se desde 25 com innumeros perigos, foi tomada, ficando elles de posse apenas da pouca agua guardada em graudes talhas, pótes e latas, e que em breve acabar-se-hia totalmente.

Existiam ainda uns 2.000 fanaticos de ambos os sexos, no perimetro sitiado, isto além dos feridos e doentes n'um grande hospital, improvizado em tosco barracão, coberto de couros, onde alojavam-se centenas de infelizes, n'uma agglomeração lastimavel, famintos e febris, putrefazendo se em vida. Além de tudo, a agua existente daria, quando muito, para mais 3 dias. Quanto a alimentação, ainda sobravam-lhes as migalhas dos anteriores dias d'alguma fartura. Fóra d'isso só lhes restava pouca farinha e rapadura.

A munição existente entre elles chegava ainda para uns 8 ou 10 dias de fogo. Foi ac-