Página:A Guerra de Canudos.djvu/408

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
344
A Guerra de Canudos

depois de tantos serviços, ali encontrava a mórte, deixando amigos e familia, lamentando o seu trespasse.

Não menos dolorosa foi a extincçâo da vida do correcto, digno e valoroso major Henrique Severiano da Silva, commandante do 25° e em quem muito justamente os seus camaradas e amigos depositavam a maior somma de esperanças. O mallogrado official, que desde o inicio da campanha salientava-se pela bravura e rigidez no cumprimento do dever, á par de notoria austeridade d'um caracter puro e inatacavel, morreu de medonho ferimento no tronco, produzido por bacamarte e finou-se lentamente, com valorosa calma, recommendando aos camaradas a sua extremosa familia. Pouco antes do triste caso que o eliminara d'entre os vivos, acabava de salvar algumas creancinhas jagunças, prestes a serem esmagadas pelo entulho, quasi devorado pelas chammas.

O capitão Aguiar e Silva, digno assistente do general Carlos Eugeinio, morreu também n'uma das occasiões em que apparecia em combate, transmittindo ordens e revelando recommendaveis qualidades de militar valente e correctissimo.