Página:A Guerra de Canudos.djvu/427

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
359
A Guerra de Canudos

um fanatico, nu completamente, de grande magreza e desarmado, investiu contra o parapeito, conseguindo galgal-o. Foi morto a pauladas e pela manhã o seu corpo estava carbonisado.



No dia 2 ainda, considerando talvez tantas miserias e na previdencia do exterminio geral, houve entre alguns fanaticos um movimento, ou signal de cançasso, ou desanimo, proveniente mais da sêde e da fôme, do que mesmo do temôr da morte. Entre elles travavase viva discussão sobre uma proxima capitulação que combinavam.

No meio do tiroteio, expondo-se á morte, surgiu dos lados da antiga latada um homem, atravessando com todo o cuidado as chammas, em direcção ás trincheiras em frente á praça. Empunhava uma especie de bandeiróla, constituida d'um fragmento de ripa, tendo na extremidade um pedaço de panno branco. Entre as forças, esse parlamentario fosse qualquer, era instinctivamente aguardado.

Por isso, mal foi elle avistado, em todos os batalhões sitiantes soou o toque de cessar fogo pela primeira vez desde a manhã do dia anterior.

O homem adeantou-se timidamente. Chegando á falla, foi introduzido na praça e disse