Página:A Guerra de Canudos.djvu/435

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
367
A Guerra de Canudos

com intensidade variavel durante o resto do dia, a noite e a madrugada.



O grande numero de jagunços capitulados seguiu para as posições próximo ao Quartel-General, hospital e deposito. Foram os prisioneiros divididos em grandes turmas de 300 a 400, aboletados no leito do rio e confiada cada uma a guarda d'um batalhão.

Na sob a vigilancia do 12°, do commando do capitão Joaquim Gomes da Silva, viam-se poucos homens. A maioria era composta de mulheres e meninos, enfraquecidos em absoluto, todos exibindo feridas repugnantes, que os sordidos farrapos deixavam transparecer.

N'aquella multidão de miseraveis e famintos ouvia-se intenso borborinho, constante de vózes e gemidos. Os adultos, systematicamente continham a dôr e apenas as physionomias contrahidas denunciavam os soffrimentos que os abatiam. Alguns velhos, n'uma completa mudez, recusavam-se a responder ás perguntas que se lhe dirigiam. Esses mantinham na desgraça a mesma ferocidade e atravéz do abatimento physico, n'elles observava-se o mais entranhado rancor.

A grande maioria de jagunços capitulados parecia engolphada na mais funda tristesa,