Página:A Guerra de Canudos.djvu/444

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
376
A Guerra de Canudos

mas feróz grupo de fanaticos, luctando com valentia de leões.

Na citada valla existiam uns 15 homens no auge do desespero, fazendo as ultimas pontarias, alojados entre grande numero de corpos em decomposição, atulhando a excavação. Em pouco, esses foram mortos, só restando os outros.

Quando ao amanhecer do dia 5, os soldados invadiram francamente o recinto onde tão singulares scenas eram passadas, o fogo de fuzil cessára de todo. Findara a resistencia por falta de atiradores entre o inimigo e o incendio tambem completára a sua obra, só restando pequenas fogueiras e espiraes de fumaça, surgindo entre os escombros das habitações. Poucas casas escaparam ao fogo, mas em ruinas, devido á metralha.

No emtanto, na trincheira, no centro do reducto, permaneciam 4 fanaticos sobreviventes do exterminio.

Esses haviam terminantemente recusado entregarem-se a intimação dos soldados e fizeram fogo. Eram : um velho, coxo por ferimento e usando uniforme da Guarda Catholica; um rapaz de 16 a 18 annos, um preto alto e magro, e um caboclo.