Página:A Guerra de Canudos.djvu/447

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
379
A Guerra de Canudos

O terreno, revolvido em consequência de multiplos choques dos projectis da artilharia, cavando longas estrias, fazendo saltar pedras e terra. Mais de 20 pequenas trincheiras destruidas e extensas e innumeras vallas sulcando o solo, fossado geralmente.

No meio daquella indescriptivel confusão de materiaes, jaziam no mais horripillante estado milhares de cadaveres, apodrecendo ha mezes.

Corpos que em vida pertenceram a entes de ambos os sexos e todas as edades; amontoavam-se nas mais exdruxulas posições; abraçavam-se, confundiam-se, produzindo o mais extranho e horrivel espectaculo que se póde imaginar.

Desses corpos, muitos inteiramente nus, offereciam repugnaute ultrage á decencia. Mulheres, ainda moças e aos montes, entrelaçadas entre corpos de homens, nas ultimas contorsões da morte, apertavam com phrenesi os filhinhos e naquella posição exhalavam o ultimo suspiro. Os cadaveres destas frageis creaturinhas ainda conservavam os labios collados ao seio materno, como tentando sugar a ultima gotta de leite. Mais de um daquelles entesinhos ainda vivia e foi salvo, retirado dos seios murchos e amarellentos.