Página:A Guerra de Canudos.djvu/453

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
385
A Guerra de Canudos

os três generaes, os coroneis Olympio, Sampaio, Dantas Barreto, Firmino, Sotero e outros commandantes e officiaes.

Durante a formatura triumphal dos vencedores puderam ser observados os estragos que a guerra produzira nas suas intemeratas fileiras. Batalhões que marcharam para Canudos com 500, 600 homens estavam reduzidos a pouco mais d' uma centena de soldados! Aos demais, as balas dos jagunços; a fôme e as enfermidades haviam para sempre eliminado d'entre nós. Os sobreviventes mostravam nos andrajos que cingiam, nos cabellos e barbas crescidos e poeirentos e nos olhos encovados, nas faces ennegrecidas e desnudadas, os signaes eloquentes das misérias, das privações e soffrimentos porque todos passaram e por todos com pouco commum força d'alma superados.

Mas, tambem era entristecedor o aspecto apresentado pelos muitos prisioneiros concentrados em diversos pontos, guardados pelos, batalhões. Liam-se-lhes nas physionomias abatidas o desanimo, o desespero e o desapêgo da existencia, cujas attribulações ainda não haviam findado. Os gemidos e os lamentos succediam-se interminaveis entre aquelles desacoroçoados, outr'ora arrogantes e esperançados no mais estrondoso triumpho.