Página:A Guerra de Canudos.djvu/54

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
44
A Guerra de Canudos

respectivas guarnições, devendo os 4 ultimos embarcar proximamente com destino a Sergipe.

Visando necessidades de caracter estrategico, o general Arthur Oscar deliberou fraccionar a columna em duas, que operassem: uma, seguindo pelo Estado de Sergipe e sertão Léste do da Bahia, por Geremoabo; e a outra, por Monte Santo, devendo ambas, em dia aprazado effectuar juncção á vista do arraial, sobre o qual levariam o ataque combinado. Da columna que operasse por Monte Santo foi nomeado commandante o experimentado e bravo veterano, general de brigada João da Silva Barbosa; e da outra o general de brigada Claudio do Amaral Savaget, tão valoroso quanto o precedente. Ambos apresentaram-se ao general em chefe, em Queimadas.

Ao principio, parecia estar assentado que marchasse uma força sob o commando do coronel Carlos Telles, com o effectivo de 1.200 homens e 2 canhões em direcção á Penedo, próximo á foz do S. Francisco, d'esse ponto transportando-se em barcos apropriados, subindo o rio, até encontrar Piranhas, onde desembarcaria, proseguindo em sua rota pelo sertão Bahiano.

Essa idéa, cremos, não foi levada á practica, não só pelo consideravel trajecto a percorrer pela força, pela carencia de recursos