Página:A Guerra de Canudos.djvu/55

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
45
A Guerra de Canudos

n'aquella vasta zona, como porque provavelmente constituisse um simulacro de movimentos, tendentes a distrahirem as attenções do inimigo, representadas nas pessoas de numerosos alliados, em S. Salvador.

A' 5 de Abril, data da chegada do General Savaget em Queimadas, o Commando em Chefe fez publicar em ordem do dia a organisação das forças, do seguinte modo: « Os 7°, 14° e 30° batalhões de infantaria, constituem a 1ª brigada, sob o commando do coronel Joaquim Manoel de Medeiros; 16°, 25° 27° batalhões da mesma arma a 2ª brigada, ao mando do coronel Ignacio Henriques de Gouvêa; 5° regimento de artilharia de campanha, 5° e 9° batalhões de infantaria a 3ª brigada, sob o commando do coronel Antonio Olimpio da Silveira; 12°, 31° e 33° da mesma arma e uma divisão de artilharia a 4ª brigada, sob o commando do coronel Carlos Maria da Silva Telles; 34°, 35° e 40° a 5ª brigada sob o mando do coronel Julião Augusto da Serra Martins; 26° e 32° e uma divisão de artilharia a 6ª brigada, sob o commando do coronel Donaciano de Araujo Pantoja.

As' 1ª, 2ª e 3ª brigadas formarão uma columna sob o commando do general João da Silva Barbosa, ficando respondendo pela mesma, até a apresentação respectiva d'aquelle