Página:A Guerra de Canudos.djvu/64

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
52
A Guerra de Canudos

Para, o importante cargo de Deputado do Quartel-Mestre-General, foi designado o coronel graduado do corpo de engenheiros Manoel Gonçalves Campello França, tendo como assistente o capitão de infantaria João Luiz de Castro e Silva. O coronel Campello tomou posse do seu cargo a 5 de Abril, em Queimadas. O estado-maior do commando em chefe compoz-se do capitão de infantaria Abilio Augusto de Noronha e Silva, tenente de artilharia Sebastião Lacerda de Almeida e tenente de infantaria Francisco Joaquim Marques da Rocha. No do general Silva Barbosa foram servir os capitães: de cavallaria Pedro Pinto Peixoto Velho, de infantaria Belarmino Augusto de Athayde, capitão honorario João Gutierrez, alferes de infantaria João Xavier do Rego Barros e de cavallaria Julio Guimarães.

Militarmente organizada a força sob suas vistas immediatas, o general Artbur Oscar voltou a attenção sobre o ponto principal: a formação de grandes depositos de munição de guerra e de bocca em Queimadas e Monte Santo, bem como o competente transporte, para o que deu o Governo todos os recursos monetarios. O General resolveu fazer executar esse serviço administrativamente, recusando a concurrencia, aliás numerosa. Em Queimadas, nada existia organizado, estando tudo por