Página:A Guerra de Canudos.djvu/73

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
59
A Guerra de Canudos

O general Savaget, com o fím de evitar agglomeração de forças nos povoados, exgotando-lhes, assim, os recursos, determinou que a columna marchasse parcellada, aproveitando com regularidade os elementos que fossem encontrando, de sorte que sobrassem para os que viessem em seguida. Desse modo, tambem a 6ª brigada fez o seu trajecto com 4 dias de intervallo, em relação á 4ª partindo de S. Christovão.

A' 22 de Maio, pela madrugada, o general com seu estado-maior e a 5ª brigada, começaram a marcha sobre Simão Dias, levantando acampamento de S. Christovam, indo acantonar em Itaporanga, d'onde partiram na madrugada de 24. N'este local, encorporaram-se á columna o contingente de engenharia e a 4ª bateria do 5° regimento, commandada pelo capitão João Carlos Pereira Ibiapina, tendo como subalternos os 2os tenentes Fructuoso Mendes e Manoel Felix de Menezes e o alferes de cavallaria Hildebrando de Bonoso. Continuaram a marcha nos dias 25 e 26, chegando á Simão Dias, onde acamparam, á 27.

Durante a marcha das forças, manifestavam-se a hospitalidade e o espirito affectivo do povo Sergipano, que, ao passarmos em algum povoado, nos acompanhava; aquella bôa gente, com os olhos lacrimosos, agitando os lenços de