Página:A Menina do Narizinho Arrebitado (1920).pdf/34

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

30A MENINA DO
 


barata solteirona não perdera nunca a esperança de casar com o principe. A coróca não se enxergava...

A Menina do Narizinho Arrebitado (pag 30. crop).png

A festa parou ahi. Os convidados recolheram-se ás suas casas, inda assustados, emquanto cincoenta saúvas possantes arrastavam o Escorpião para fóra. Bem que esperneou elle, mas lá foi parar num carcere de pedra, com uma corrente de ferro no pescoço!...

— Bufa agora, ladrão! disse um grillo da guarda fincando-lhe um valente ponta pé no focinho.

— Alto lá! gritou o Capitão. É prova de covardia bater nos inimigos que não podem defender-se. E mandou fechar a entrada do carcere com uma pedra pesada para evitar que o povo lynchasse o prisioneiro.