Página:A Novella Semanal.pdf/264

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
210
A NOVELLA SEMANAL


O A V Ô

Parecia-se com todos os vovôs. Seu maior prazer era brincar com os netinhos, principalmente com os bem pequeninos que ainda não aprenderam a rir-se delle e a desprezal-o.

Quando elle chegava arcadinho, auxiliando os passos tropegos com o bengalção de cabeça de cachorro esculpida no cabo, a miuçalha alvoroçava-se e recebia-o com um só grito :

— O vovôzinho !

Precipitavam-se, soffregos, arrebatando-lhe a mão para a beijar.

Interesseirozinhos! não o faziam por affeição apenas; é que sabiam ser essa uma cerimonia preliminar indispensavel e procuravam libertar-se della o mais depressa possivel.

O essencial era o que vinha depois, isto é, a repartição das balas.

Isso era infallivel e mysteriosamente inexplicavel.

Como caberem tantas balas num só bolso?

E havia-as sempre, nunca os netinhos viram esgotada a provisão.