Página:A campanha de Canudos.pdf/109

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
a campanha de canudos
105

ao toque d’alvorada, os batalhões começaram a desfilar em si­lencio ; e porque na povoação de Canudos estivesse tudo quieto e calado, não faltou quem suppozesse que — por uma surpresa — seria ella aniquilada.

Quando, porém, os mais credulos embalavam-se nessa doce esperança, eis que um forte tiroteio se travou nas avançadas do batalhão da vanguarda, cujos exploradores transpunham o leito do Vasa-Barris.

O já citado batalhão 30, de infantaria, destacara para a frente da columna uma companhia, que foi repellindo a jagunçada a repetidas cargas de baioneta ; e os commandantes da 3ª e da 4ª brigadas trataram de dispor, então, os outros corpos, do modo mais conveniente a garantir o bom exito da acção empe­nhada.

Sob um fogo incessante, que victimava inclemente os de­fensores da legalidade, desceram elles uma collina e subiram depois outra, conseguindo assim chegar às primeiras casas de Canudos. Quando os fanaticos perceberam — que tamanha van­tagem tinha sido obtida pela força do Governo, oppuzeram-lhe uma resistencia heróica e memoravel, que honraria a qualquer povo guerreiro do mundo antigo ou moderno.

Do alto da Favella se observava esse duelo de morte, em que desgraçadamente se batiam brazileiros contra brazileiros. Todos os corações palpitavam de anceio e do dor.

Por largo tempo a victoria conservou-se indecisa. Raiou, porém, o momento de ser tomada uma resolução suprema, até porque alguns soldados mostravam-se já indifferentes á voz do commando, aos sígnaes dos cornetas e clarins. Vendo isto, não poucos dos commandantes metteram-se por entre as fileiras, confundindo-se com os seus subordinados, nas proprias linhas de fogo; e assim, com esse exemplo de brio e de coragem, todos os combatentes reanimaram-se. E então numa carga arrojada, geral, e febril, a enthusiasmada mole dos defensores da lei se precipitou sobre os seus adversários, que foram a pouco e pouco recuando.

Delles, alguns procuraram refugio nas barrancas do Vasa-Barris, outros preferiram as vallas existentes aos fundos de