Página:A campanha de Canudos.pdf/32

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
28
a campanha de canudos

A missão do que fui encarregado, além da vantagem de apprehender e denunciar a impostura e perversidade da seita fanatica, no proprio centro de suas operações, teve ainda um benefico effeito, que foi o de arrancar-lhe innumeras prezas, desenganando a uns das virtudes suppostas, e preinunindo outros contra as doctrinas e praticas abusivas e reprovadas de Antonio Conselheiro e de seus fanaticos discípulos. Descreram delle, e felizmente já o abandonaram multidões consideráveis de povo que, regressando a suas terras, maldizem da hora em que o seguiram, e vão resgatar o seu erro pela obediencia ás legitimas autoridades e pelo trabalho.

Onde não chegarem as vozes dos que colheram tão amarga experiencia, faça-se ouvir a palavra autorizada dos pastores das almas, denunciando o caracter abominavel e a influencia maléfica da seita, e ella de certo não logrará fazer novos proselytos.

Entretanto, comprazendo-me em consignar — que só se conservam actualmente ao lado do Conselheiro aqueles que já estavam incorporados na legião por elles intitulada Com­panhia do Bom Jesus, no interesse da ordem publica e pelo respeito devido á lei, garanto a inteira veracidade do que infor mo, e accrescento:

A seita politico-religiosa, estabelecida e entrincheirada em Canudos, não é só um fóco de superstição e fanatismo, e um pequeno schisma na egreja bahiana; é, principalmente, um nucleo, na apparoncia desprezível, mas um tanto perigoso e funesto, de ousada resistência e hostilidade ao Governo constituído no paiz.

Encarados o arrojo das pretenções e a soberania dos factos, póde-se dizer — que é aquillo um Estado no Estado; ali não são acceitas as leis, não são reconhecidas as autoridades, não é admittido â circulação o proprio dinheiro da republica.

Antonio Conselheiro conta a seu serviço mais de mil compa­nheiros decididos, entre estes os homens, em numero talvez dé 800, sempre armados, e as mulheres e crianças dispostas de modo a formarem uma reserva que elle mobiliza, e põe em pó de guerra, quando julga preciso.